Depeche Mode - Desejo e Solidão



Existe uma verdade sobre todos nós: todos amamos alguém que não existe! Como assim? Amamos alguém que idolatramos em sonhos, em pensamentos. Alguém que representa exatamente tudo o que sempre desejamos. Seja físicamente ou espiritualmente. Fazemos músicas, pinturas, esculturas, tudo isso para idolatrar o nosso mais profundo desejo. Um dia encontramos alguém que nos completa. Mas será que realmente este alguém nos completa por inteiro? Ou seria mais uma ilusão de nosso consciente para inibir nosso desejo subconsciente? Seja como for, a paz nos alcança, geralmente com alguém bem diferente daquilo que sempre sonhamos e desejamos.

Uma das bandas de música pop que mais ouço, e isso já vai para mais de 25 anos, é o Depeche Mode. Banda britânica que tem uma legião fiel de fãs espalhados pelos quatro cantos do planeta. Uma parte devido ao seu som enigmático e magnético, e uma enorme parte que se reflete nas letras do pessoal. Rush, Behind The Wheel, Enjoy The Silence, dentre dezenas de canções. O ambiente meio dark dos videos clips, os shows emocionantes e empolgantes. Depeche Mode poderia ser a vóz desta forma de sentimento. Tudo em suas canções está associada aquela garota imaginária e perfeita. O sentimento mais puro, aquele que desejamos ter e receber.

Rush


Algo que sempre soube sobre isto é que a pessoa que imaginamos está sempre no preto e branco, não há cores a sua volta. Até mesmo seu lado sexy é envolto pela escuridão, dando um contorno de solidão, tristeza. Posso até atribuir isso a nossa própria solidão passiva, aquela na qual estamos em grupo, com os amigos, as vezes com a pessoa amada, mas mesmo assim sentimos falta de algo que não conseguimos explicar. Alguns até sentem o vazio vindo do peito, outros apenas sentem um desconforto.

Halo


Podem notar, músicas, filmes, livros. Tudo que se relaciona ao amor, ao desejo, geralmente está associado a tristeza, a solidão. Lágrimas, despedidas, saudade. Poderia enumerar centenas, talvez milhares de palavras em vários idiomas que representam este nosso lado incompleto. Parece que realmente uma parte de nós está aí fora, vagando pelo universo apenas esperando ser encontrada. Poderia ser essa tal alma gêmea que tanto falam e divulgam por aí, ou poderia ser apenas uma futilidade de nosso próprio ego, que se nega a aceitar realidades postas à nossa frente.

Route 66


Por um lado a maioria de nós busca no consciente alimentar esse nosso vazio. Alguns se recusam a juntar sua vida com outra pessoa, e a cada fim de semana sai para trocar experiências com alguém diferente, e assim segue sua vida. Ele pode até dizer que está bem, mas com certeza algo lhe falta, e essa fome aumenta dia após dia. Aos que conseguem encontrar alguém, e fincam raízes, o oposto acontece. Parecem viver sufocados, procurando uma saída para aquela situação. Reclamam de seu parceiro, ou parceira. Buscam identificar em outras pessoas aquela alma que tanto desejou em seus sonhos. E assim caminhamos, geração por geração, e a cada geração continuamos procurando aquele alguém que nos completa. Quem sabe quando acharmos esta pessoa não nos tornamos mais humanos, com melhores qualidades, com mais amor pelo próximo, mais bom senso, mais compaixão. Talvez até deixemos de lado um pouco nossa arrogância como espécie, abandonemos nossos vícios, nosso egoísmo e respeitemos mais nossa essência. Quem sabe neste dia finalmente descobriremos o que somos, porque estamos aqui e para onde vamos. Mas até lá é continuar procurando sua garota, seu garoto dos sonhos. Mas enquanto procura, tente não ferir aqueles que ficam pelo caminho. Não esqueça que seus sentimentos também acontecem nos demais seres, incluindo aí os irracionais. Mais respeito a vida, e a tudo que nos cerca.

Somebody - Cantado por uma fã - PERFEITO!


Comentários

  1. Em muito poucas palavras : 1)Oque não mata,engorda.... (Resumo de todo aprendizado de uma vida...) 2)Como já disse à milhares de anos atràs um grande filósofo : Só sei que quanto mais sei,sei que menos sei....(Resumindo o somatório de todo conhecimento adquirido pela humanidade....)
    Viver e amar são a mesma coisa...indissolúveis e indissociáveis....
    Ilusões ou não,somos apenas nós mesmos que as criamos e nutrimos,dentro de nosso querer ou não...
    Vivemos aquilo que queremos viver,nada mais,nada menos.....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente a vontade. Aproveite e deixe sua sugestão de postagem!

Postagens mais visitadas