Brasileirão 2009 - Santos

Seguindo a série sobre os clubes para o Brasileirão, falarei sobre o Santos, um clube que dificilmente algum cronista esportivo aposta como um dos franco favoritos para um campeonato brasileiro. Acho que por não ter a mídia que alguns clubes tem. Mas como sou imparcial, apesar da minha paixão gremista, vou procurar expressar bem o que vejo neste time do Santos para este nacional deste ano.






Como técnico o Santos tem a frente Vagner Mancini. De passagens pelo Paulista de Jundiaí, Grêmio e Vitória, Mancini é um técnico da nova safra. Campeão da Copa do Brasil pelo Paulista em cima do Fluminense, Vagner chegou a treinar o Grêmio no inicio de 2008. E mesmo estando invícto com uma boa campanha, foi demitido. O assunto ainda é nebuloso, mas o certo é que perdemos a chance de ver Mancini no comando do tricolor no nacional daquele ano. Assim que saiu do Grêmio assumiu o Vitória, recém vindo da série B. E com este Vitória, time limitado e sem esrelas, por pouco não conseguiu uma vaga na Libertadores, além de ajudar a tirar o título do Grêmio naqueles 4x2 no Barradão na reta final do torneio. O trabalho de Vagner é bem diferente de muitos treinadores. Ele gosta de trabalhar com o time no ataque. Prioriza as jogadas de profundidade e pressão ao adversário. Neste ponto ele é polêmico, pois muitos criticos usam o fato da defesa ficar vulnerável. Só saberemos se ele tem razão no seu estilo de treinamento quando tiver um elenco de qualidade em suas mãos e puder jogar um campeonato inteiro. Quem sabe esta hora tenha chegado!



A defesa santista é boa, ao menos nos nomes de seus defensores. Tem Fabiano Eller, campeão mundial pelo Internacional em 2006, Fabão, ex-São Paulo, Domingos, ex-Grêmio, e mais Adailton e Paulo Henrique. A principio é uma zaga técnica, mas parece ser meio lenta. Nas laterais há Leo, bi campeão pelo Santos em 2002 e 2004, Triguinho e Luizinho. As laterais apoio muito bem o ataque, com bons cruzamentos, mas deixam muitos furos na retaguarda, e com uma zaga mais lenta esse é um ponto fraco do Santos. No gol Fabio Costa. Um bom goleiro, mas com um temperamento dificil.



Sobre o meio-campo: O Santos tem um meio-campo habilidoso com meias de muita qualidade. Madson e Molina são os melhores. Não sei se a torcida santista concorda, mas ao meu ver, Madson, apesar de baixinho, é rápido e ágil. Molina até foi um sonho do Grêmio, quando ele ainda jogava no Atletico Medelin. Molina tem um passe muito bom, e ótima visão de jogo. Tá certo, não é o mesmo jogador daquele Atletico, mas ainda é perigoso, e sempre é conveniente marcá-lo.



Falei do meio-campo habilidoso, e por ter este meio-campo habilidoso o Santos tem um ótimo ataque, porque tem volume de jogo entre meio e ataque. Mas nada disse teria importancia se os atacantes fossem ruins, e não são. Kleber Pereira é um matador. Tem os que não gostam dele, que acham ser muito caseiro, mas Kleber conhece bem a área do adversário. Todos os anos é artilheiro, aqui no Brasil como foi no México. Ao seu lado deve voltar Mycon Leite, que pelas poucas partidas que disputou, antes daquela lesão terrível que teve ano passado, mostrou ser muito ágil e habilidoso. Além destes dois, o Santos trouxe um ótimo atacante estrangeiro, o Bolaños que foi campeão da Libertadores pela LDU em 2008.



Mas a senssação que mais se comenta hoje no meio esportivo é Neymar, um menino de 17 anos apenas. Pode ser cedo ainda para fazer uma analise mais profunda sobre ele. É bom esperar uma sequencia de jogos para não acontecer o mesmo que temos presenciado a respeito de Douglas Costa no Grêmio. Então irei me abster de falar sobre Neymar neste momento.



Resumindo, acho que o Santos é uma forte equipe, e vai incomodar muito neste brasileiro. A Vila sempre é um lugar perigoso para se jogar. Nós gremistas que sabemos bem disso. Lá dificilmente vencemos, aliás não lembro a última vez que vencemos lá. Assim como para o Santos é um terror jogar no Olímpico, também não lembro a última vez que o Santos venceu o Grêmio no sul. Então é esperar para ver. O Santos começa trilhar o campeonato já por Porto Alegre, na estréia. É bem possível que o Grêmio use um time misto, mesmo assim o Olímpico estará lotado e será uma prova de fogo para este time santista.

PS. Enquanto eu confeccionava a postagem, ouvi na Radio Gaucha que Molina estaria sendo dispensado do Santos nesta segunda-feira, e que poderia estar se apresentando ao Grêmio na sequencia. Bom, não mudarei nada na postagem, pois assim no final da temporada poderei ver se Molina fez falta ou não ao Santos. E se ele realmente vier para o Grêmio, eu sinceramente acho uma boa contratação, mesmo sabendo que muitos santistas o criticaram demais!

Comente sobre esta analise. Pode chingar, elogiar, ficar no muro, mas ponha a boca no trambone!

Comentários

Postagens mais visitadas