O Grêmio para a Libertadores

Com a chegada de Maxi Lopez, o Grêmio fecha o grupo, segundo sua diretoria, para a disputa da Libertadores.

Então veremos o que temos:

Na defesa o goleiro Vitor e seu substituto direto Marcelo Grohe. Rever, Léo e Rafael Marques. Herverton, Fabio Ferreira e Matheus. Poderiamos ter investido em mais um zagueiro experiente.

Nas alas e na marcação de meio-campo: Ruy, Fabio Santos e Jadilson. Adilson, Diogo e William Magrão. Também um lateral há mais e um volante experiente seriam necessarios.

No meio: Tcheco, Souza, Mailson, Douglas Costa. Um meio campista habilidoso também poderia servir.

No ataque: Bem, no ataque a coisa muda, muitos e muitos atacantes: Reinaldo, Jonas, Perea. Herrera, Alex Mineiro, Rafael Martins e agora Maxi Lopez. Para este setor acredito que temos todas as peças necessarias.

Analisando friamente o grupo posso admitir que é um grupo consistente. Se bem treinado, principalmente fundamentos, acredito que será bem melhor que o grupo vice-campeão da América em 2007. Com um pouco mais de sorte poderemos ser campeões.

Mas a questão principal é: se temos tantos jogadores no ataque, porque Celso Roth teima em querer treinar um esquema com apenas um atacante? Cautela?

O problema da cautela é o volume de jogo associado com a eficiencia do ataque. Não basta termos volume de jogo a mais que o adversário e não fazermos o gol, pois basta o adversário ter uma bola parada e assim marcar seu gol que o esquema 3-6-1 vai para o brejo! Vimos isso no Grenal, e não gostei nada.

O time pode ter cautelas mesmo atuando com dois atacantes. Herrera e Jonas são atacantes que sabem marcar a saida de bola do adversário. No meio Tcheco e Souza também são marcadores. Assim o Grêmio terá força ofensiva aliada a marcação.

Espero que o Celso Roth possa rever sua idéia de esquema tático. Futebol é mais do que simples esquemas de escalação. Futebol é eficiencia. A Libertadores não pode ser disputada com chances de errar. Num torneio como esse errar é fatal. Antes que seja tarde o treinador gremista deve refletir sobre isso, ainda mais que pesa em seus ombros o fardo de perdedor, azarado.

Uma pena que Celso Roth não leia o que a torcida gremista pensa. E isso que seu salário astronomico deveria ser o bastante para que ouvisse qualquer suspiro do torcedor!

Comentários

Postagens mais visitadas