Avenida 1x2 Grêmio - Gauchão 2009

Nesta tarde em Santa Cruz o Grêmio venceu o Avenida por 2x1. Mas não foi uma vitória facil, e se tem algum culpado pela dificuldade do jogo, este é o próprio Grêmio. Antes do comentário os fatos do jogo.

No primeiro tempo o Grêmio teve dois lances de azar no inicio da partida. Aos 4 minutos William Magrão saiu lesionado, e Mailson entrou em seu lugar. Aos 16 minutos foi a vez de Tcheco sair por lesão, e Makelele entrou. Segundo Celso Roth para deixar Souza livre como armador. Jonas marcou dois, o segundo um belo gol de fora da area.

No segundo tempo o Grêmio entrou esperando o jogo acabar. Muita cera, troca de passes e pouca ofensividade. Já o Avenida, perdendo, partiu para cima, e numa falha de Victor em um escanteio, o Avenida descontou. Eram decorridos 30 minutos do segundo tempo, e o Grêmio precisou segurar o resultado até o fim.

Quando disse que fora uma vitória dificil, e que o próprio Grêmio dificultara o jogo, me refiro ao estilo de jogo do Grêmio. Muita preocupação com a marcação, em um jogo de gauchão contra um adversário fraco. Celso Roth poderia ter uma atitude mais agressiva. Quando precisou substituir Tcheco, ele poderia abrir mão de dois volantes, já que o adversário era fraco, e ter colocado em campo Douglas Costa, meio-campista ofensivo.

Mantendo a equipe no ataque, Celso Roth colocaria o time do Avenida mais recuado, e a vitória teria sido mais facil, quem sabe com muitos gols a mais. Ao invés disso ele recuou o time, esperando o adversário, e num lance de bola parada veio o gol. Se ele mantiver esta mentalidade para a Libertadores da América, eu temo pelo futuro do Grêmio. Quem almeija vencer e ser campeão precisa ser audacioso e espremer os adversários.

Neste inicio de temporada não estou nada satisfeito com as apresentações do Grêmio. E que não se iludam aqueles que acham que vencer estes times do interior com as calças nas mãos é parecido com vencer os fortes adversários da Libertadores e do Brasileirão.

Sufuco tem limite, e receber sufoco do Avenida é demais.

Comentários

Postagens mais visitadas