Isso tudo é papo furado

Não é sempre que a seleção brasileira masculina de futebol, a marca mais forte do esporte coletivo nacional, tem em suas linhas um nome que escape da chatice do 'futebolês', o tradicional discurso de jogadores em entrevistas. Nesse sentido, o volante Anderson é quase uma benção contra as respostas convencionais e posições 'em cima do muro'.

Nas declarações do jogador do Manchester United, campeão inglês e europeu na última temporada, não costumam sair lugares comuns como "estamos preparados", "se Deus quiser" ou "o professor é quem sabe".

No ambiente de seleção, Anderson disparou aos jornalistas recentemente coisas como "Por acaso você sabe que eu fui o melhor jogador do Mundial Sub-17?" e "Quem é esse cara do Paraguai? Nunca ganhou nada".

Em Shenyang, onde a seleção se prepara para a estréia nos Jogos Olímpicos de Pequim, Anderson comentou, bem a seu estilo, a preocupação da comissão técnica com os possíveis efeitos do forte calor e do altíssimo nível de poluição local sobre o desempenho do time brasileiro em campo.

"Esse negócio de poluição é tudo papo furado", respondeu o gaúcho. "Se tá calor, é igual para todo mundo. É besteira", rebateu o camisa 7 do time de Dunga.



Crédito da foto: Stephan Savoia/AP

Texto retirado Blog Olímpicos do UOL

Comentários

Postagens mais visitadas