E agora Celso, o que fazer?

Ainda não se passou 24 horas do Grenal pela Sulamericana e Celso Roth está com um problemão daqueles que todos os treinadores do mundo gostariam de ter: um grupo heterogenio em suas mãos.

Todos ouviram o Celso falar após o Grenal que Souza não tinha mais espaço entre os reservas, que definitivamente estará no time que entrará em campo no domingo, contra o Vasco em Porto Alegre. Mas agora pergunto: quem sairá?

Várias hipóteses para esta pergunta. Uma deles seria Souza entrar no lugar de William Magrão, já que este estará suspenso. Tcheco deve fazer uma função mais de marcação, e Souza ficará mais livre para chegar ao ataque e municiar nossos atacantes. O Grêmio perde um pouco de marcação no meio-campo, mas ganha em qualidade do meio pra frente. Voltando William Magrão o problema seria quem tirar, caso Souza permaneça no time. Magrão ou Rafael Carioca?

Outra coisa que gostei muito ontem, e talvez boa parte da torcida também, foi a estréia do Orteman. Não que ele tenha feito uma partida impecável, não. Mas o fato de ver que já está em plenas condições, e deu para perceber que continua com aquela pegada firme, dos tempo de Olímpia. Orteman jogaria hoje como volante, e mais uma vez isso se traduz em problema pra Roth. Com certeza o uruguaio estará no banco contra o Vasco.

No ataque gostei muito da movimentação do Soares. Não sei se é porque já gostava do futebol dele nos tempos de Figueirense, mas a verdade é que não há uma explicação plausível sobre o porque Soares não estar nem mesmo na reserva. O Grêmio tem utilizado muito André Luis. Não vou falar mal do rapaz, mas se compararmos com Soares, este último tem muito mais qualidade, e ontem demonstrou isso, chutando a gol, procurando envolver a zaga adversária, e marcando um gol.

Percebendo isso tudo sobre o grupo do Grêmio, que temos muita qualidade entre atletas reservas, não entendo o motivo da diretoria buscar um centroavante uruguaio, caso do Morales. Ele viria para cá, não muito barato, e ainda teria de habituar com o grupo e com o esquema de jogo de Celso Roth. Uma coisa eu sei, se ele vier não será titular automáticamente, basta vermos o que acontece com Souza e Orteman. Morales terá de provar merecer uma posição no ataque titular, e até mesmo no banco!

Depois de tudo isso que relatei, sou obrigado mais uma vez a expressar meu otimismo para com este grupo. Sei que tivemos deslizes este ano, alguns nos custou caro, mas no balanço geral até agora o que temos é o melhor grupo de jogadores do Brasil, comparando custoxbenefício. Não vejo outra equipe tão bem montada como o Grêmio. Ao meu ver o que definirá se este grupo será um vencedor é a condição física de todos, e esta condição fisica passa necessáriamente pelo departamento de preparação física, que no Grêmio é muito bem exercida.

O que poderia derrubar este grupo fechado do tricolor? Duas alternativas são bem reais: a primeira seria o grupo perder o foco no campeonato, se deixando levar pelos elogios da mídia, ou pela pressão que os adversários estão impondo. A segunda seria uma queda violenta no preparo físico, já que o Grêmio saiu na frente da maioria dos clubes por ter ficado mais de um mês apenas treinando, na ocasião de ter sido eliminado das finais do gauchão e da copa do Brasil.

Domingo contra o Vasco, teremos ao menos uma resposta para estas duas hipóteses. Porque não basta vencer a equipe cruzmaltina, é preciso vencer e mostrar que o grupo continua bem entrosado.

É isso aí gremistas. Eu estou confiante e feliz com meu time. Nem de longe imaginaria no inicio do ano que a essa altura estariamos tão proximos de um titulo nacional. Para quem acreditava que Mano Meneses fazia milagre com o que tinha, sou obrigado a afirmar que Celso Roth é o próprio milagre em pessoa. E que continue assim.

Um bom dia para todos os tricolores Brasil afora.

Comentários

Postagens mais visitadas